Histórico

A evolução tecnológica das últimas décadas aplicada ao processo vitivinícola possibilitou a conquista de mercados mais exigentes e o reconhecimento dos vinhos do Vale dos Vinhedos. Assim, a evolução da vitivinicultura da região passou a ser a mais importante meta dos produtores do Vale. Para alcançar este objetivo e atender às exigências legais da Indicação Geográfica, em 1995, seis vinícolas se associaram para criar a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale).

As motivações iniciais para o projeto foram :
- Evolução qualitativa dos vinhos
- Agregar valor aos produtos
-  Tornar conhecida a região, estimulando o turismo e o crescimento cultural da comunidade
- Gerar novas fontes de emprego e a fixação do agricultor a sua terra
- Valorização do patrimônio dos agricultores e das empresas

De 1995 até os dias atuais, inúmeras foram as conquistas obtidas pelo Vale dos Vinhedos. A região foi contemplada com melhor infraestrutura de acesso, sinalização turística, atraiu investidores da área de turismo e os vinhos ganharam renome e conquistaram o mercado interno e crescem em exportação. São inúmeros os prêmios recebidos em concursos internacionais atestando a excelência e fortalecendo a identidade dos vinhos e deste roteiro enoturístico único no mundo.

Histórico
1995: Fundação da Aprovale
1997: Início do processo de busca da certificação
2002: Obtenção do registro da Indicação Geográfica pelo INPI
2007: Reconhecimento pelo Comitê de Gestão do Vinho da União Europeia
2007: Início do processo em busca da Denominação de Origem
2010: Modernização da logomarca e identidade visual Vale dos Vinhedos
2011 : Previsão de obtenção de registro da Denominação de Origem
2012: Deferido pedido de registro de Denominação de Origem para o Vale dos Vinhedos
2012: Reconhecido como Patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul
2016: Recorde no número de visitantes - 410 mil.

Em 1995 ...
No ano de criação da entidade, contabilizando as vinícolas fundadora da Aprovale, haviam pouco mais de uma dezena de cantinas no Vale dos Vinhedos. Praticamente todas de pequeno porte e nenhum empreendimento de qualidade estruturado para apoio à recepção de turistas.

Em 2019 ...
Somam 22 as vinícolas associadas à Aprovale. Elas respondem por 17% dos vinhos finos e 12% dos espumantes nacionais e elaboram uma média anual entre 10 a 12 milhões de garrafas. Também elaboram suco e outros derivados de uva. Os perfis são variados: há vinícolas familiares, com elaboração limitada e venda exclusiva em seu varejo, como também grandes empresas com presença internacional.
Além das vinícolas, hoje o roteiro abriga hotéis e pousadas, restaurantes, cafés, operadoras de turismo assim como ateliês de arte, artesanato e antiguidades, uma queijaria gourmet e agroindústrias de geleias, doces e biscoitos.

Diretoria Executiva - Gestão 2017/2018

PRESIDÊNCIA

Presidente: Márcio Brandelli – Vinícola Almaúnica
Vice-Presidente: Avelino Zanetti Filho – Miolo Wine Group

DIRETORIA

Diretor Administrativo e Financeiro: Carlos Trevisan (IFRS)
Diretor de Enoturismo: Lucimar Roncaglio (Mamma Gema Trattoria)
Diretor Técnico: Daniel de Paris (Vinícola Dom Cândido)
Diretor de Relações Comunitárias: Décio Geronimo Tasca (Famiglia Tasca)
Diretor de Associados Produtores: Ronaldo Zorzi (Vinícola Peculiare)
Diretora de Associados Setoriais: Márcia Belora (Valle Rustico Restaurante)
Diretora de Infra-estrutura: Deborah Villas-Bôas Dadalt (Spa do Vinho Hotel & Condomínio Vitivinícola)
Diretor de Eventos Institucionais: Dario Crespi (Union Distillery)

CONSELHO SUPERIOR
Juarez Valduga (Casa Valduga - Presidente)
Rogério Carlos Valduga (Vinícola Torcello)
Aldemir Dadalt (Hotel & SPA do Vinho Caudalie)
Ademir Brandelli (Vinhos Don Laurindo)
Adriano Miolo (Miolo Wine Group)
Juarez Valduga (Casa Valduga)
Lídio Ziero (Vinícola Cordelier)
Marcos Valduga (Vinícola Dom Cândido)

CONSELHO REGULADOR DE INDICAÇÃO GEOGRÁFICA, TÉCNICO E DE PESQUISA

Daniel de Paris - presidente (Vinícola Dom Cândido)
André Larentis (Vinhos Larentis)
Christian Bernardi (Vinhos Gran Legado)
Dario Crespi (Union Distillery)
Diego Bortolini (consumidor)
Jorge Tonietto (Embrapa Uva e Vinho)
Mauro Zanus (Embrapa Uva e Vinho)

CONSELHO FISCAL
Ana Maria de Paris Possamai (Coop. Vinícola Aurora)
Dario Crespi (Union Distillery)
Lúcia Burille (Biscoteria Itallinni)
Eliane Marta Frare (Vinhos Titton)
Marcos Giordani (Giordani Gastronomia Cultural)