Notícias
Aprovale realiza degustação de monitoramento de qualidade de produtos


Iniciativa visa acompanhar qualidade e identidade dos rótulos que estão no mercado. Merlots são os primeiros a passar pela avaliação de monitoramento e outras variedades deverão ser contempladas

Manter a qualidade nos vinhos e espumantes elaborados pelas vinícolas associadas, destacando a identidade do Vale dos Vinhedos é uma preocupação da direção técnica da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale). É com este objetivo que a entidade deu largada a um projeto de avaliação dos vinhos que já estão no mercado.

O monitoramento iniciou hoje com os rótulos da variedade merlot no laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves. As avaliações de monitoramento serão permanentes e preveem outros vinhos e também espumantes elaborados no Vale, certificados ou não já no próximo ano.
 
A entidade possui uma sistemática de avaliação técnica e sensorial dos vinhos que pleiteiam a certificação tanto da Indicação de Procedência (em vigor até a safra 2009) e da Denominação de Origem (a partir também da safra 2009). “As vinícolas do Vale têm muitos outros vinhos no mercado e não é por não ter o selo da DOVV que deixam de ter qualidade”, esclarece o diretor técnico da Aprovale, enólogo Daniel Dalla Valle.

Ele comenta, ainda, que o projeto não vai interferir no estilo de cada empresa e enólogo. “O que queremos é ter uma ferramenta de acompanhamento para feedback às próprias empresas, a fim de garantir uma evolução permanente da qualidade dos vinhos lançados no mercado. Consequentemente, favorecendo o consumidor”, garante Dalla Valle.
 
A primeira degustação, realizada hoje à tarde no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, envolveu 15 vinhos da variedade Merlot de vinícolas associadas, adquiridos pela Aprovale em pontos comerciais da região. O resultado da análise será encaminhado aos produtores que tiveram seus rótulos avaliados.
 
A avaliação tem a coordenação técnica da Embrapa Uva e Vinho, que participou com sua equipe técnica, além dos enólogos das vinícolas associadas. Os trabalhos de degustação são coordenados pelo pesquisador Mauro Zanus. Para o próximo ano, outras variedades também farão parte do projeto.

Fotos: Lucinara Masiero





Voltar