Notícias
06.09.2013 Vale dos Vinhedos recebe diplomatas


Roteiro enoturísico foi destino de um grupo de diplomatas de sete países, em uma visita organizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Representantes das Filipinas, Indonésia, Índia, Tailândia, México, Canadá e Moçambique, se deliciaram em uma visita ao Vale dos Vinhedos, que ocorreu no dia 29 de agosto. O grupo de 14 pessoas visitou a Vinícola Almaúnica e a Miolo Wine Group, ficando a par da produção de vinhos na região e da aposta certeira no enoturismo.

A visita foi organizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e articulada pelo Dr. José Werlang do Ministério da Agricultura do Rio Grande do Sul. Antes de conhecer a Região dos Vinhedos, no Sul do país, os diplomatas tiveram contato com outros segmentos de produção, como o de açúcar e álcool, no interior de São Paulo, e a criação de aves e suínos em Chapecó – Santa Catarina.

Conforme o consultor técnico da Aprovale, Jaime Milan, que acompanhou os visitantes no Vale dos Vinhedos, o roteiro foi o preferido dos visitantes. “A visita ao Vale foi a melhor de todas, na opinião unânime. Exceto um, que por motivos religiosos tomou apenas suco de uva, todos provaram vinhos e espumantes”, conta Milan.

Além das vinícolas, o grupo conheceu a Adega Casa de Madeira e almoçou no Restaurante do grupo. Os visitantes apoiaram a iniciativa enoturística na região e muitos colocaram suas embaixadas à disposição para promoção e divulgação dos produtos do Vale. “Ficaram muito impressionados com tudo, e alguns já compraram vinhos para suas embaixadas”, afirma o consultor técnico da Aprovale.

Entre os visitantes estavam: Eva G. Betita, Embaixadora das Filipinas; Mochammad Rizki Safary, Ministro Conselheiro da Embaixada da Indonésia; Raj Srivastava, vice-chefe da Missão da Índia; José Luis González Uribe, Conselheiro da Embaixada do México; Juckarin Charoenphuk, Segundo Secretário da Embaixada Real da Tailândia; Angela Ruth F. A. dos Santos, Assessora de Política Comercial da Embaixada do Canadá; e Jaime Johnson, da embaixada de Moçambique.



Voltar