Notícias
17.09.2013 À disposição, mais uma ferramenta para diferenciação do Vale dos Vinhedos


Lançado sexta, 13, livro detalhando os solos do Vale coloca-se como mais um instrumento para a elaboração de produtos distintos

Uvas da mesma variedade provenientes de diferentes parcelas de um parreiral de 2,4 hectares no Vale dos Vinhedos resultaram, na mesma safra, em três vinhos distintos do ponto de vista enológico, em experimento dentro do conceito de viticultura de precisão coordenado pelo pesquisador da Embrapa Uva e Vinho Alberto Miele. Em relação ao cultivo da uva, foram adotadas as mesmas práticas de manejo; também no processo de vinificação, os procedimentos foram iguais. O que influiu, então, no resultado? O solo, tão somente. A situação, detalhada pelo pesquisador da Embrapa Clima Temperado Carlos Alberto Flores, sintetiza o quão importante é, para uma Denominação de Origem (DO) - condição de uma área produtora que tem como fundamento justamente a singularidade de seus produtos -, ter um levantamento pormenorizado de seus tipos de solo. Pois o Vale dos Vinhedos, desde a tarde de sexta-feira passada, dia 13, dispõe desse detalhamento. Isso por conta do lançamento, realizado na Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves (RS), em evento com a presença de cerca de 40 pessoas, do livro Os Solos do Vale dos Vinhedos. A publicação está disponível, para download gratuito, em http://www.cnpuv.embrapa.br/publica/livro/solosvv/ e em http://www.ecologia.ufrgs.br/labgeo - neste segundo endereço eletrônico, no menu superior, deve-se selecionar, em 'Publicações', a opção 'Livros ou capítulos', na qual o link do livro está em '2013'. No lançamento, Flores, um dos autores da publicação, ressaltou a necessidade de, agora, os produtores do Vale dos Vinhedos apropriarem-se das informações disponibilizadas. "De nada adianta a pesquisa levantar dados se os resultados não forem aplicados pela sociedade", disse. "Uma DO deve ter na inovação uma premissa; e a inovação para o Vale dos Vinhedos, agora, poderá ser buscar diferenciação a partir do tipo de solo de cada parreiral". No sentido de viabilizar a aplicação das informações pela cadeia vitivinícola do Vale, planeja-se a realização de reunião com os técnicos das vinícolas da Denominação de Origem, para explicar sobre como manusear a base de dados disponibilizada no livro Os Solos do Vale dos Vinhedos, possibilitando seu uso enquanto ferramenta de gestão. Também no lançamento da publicação, o chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Uva e Vinho, pesquisador Alexandre Hoffmann, destacou que "certamente são muito poucas as regiões vitivinícolas do mundo que dispõem de um nível de detalhamento sobre solos como o que o livro disponibiliza". A publicação tem como autores Carlos Alberto Flores, Reinaldo Oscar Pötter (consultor, pesquisador aposentado da Embrapa Florestas), Eliana Casco Sarmento (pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)), Eliseu José Weber (pesquisador-associado da UFRGS) e Heinrich Hasenack (pesquisador do Centro de Ecologia (Ceneco)/UFRGS). O estudo que resultou no livro foi financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), com apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário Edmundo Gastal (Fapeg). O levantamento, ainda, insere-se no projeto de pesquisa Desenvolvimento de Indicações Geográficas e Alerta Vitícola para o Arranjo Produtivo Local de Viticultura do Rio Grande do Sul (APL Vinhos), que envolve as unidades Uva e Vinho e Clima Temperado da Embrapa, Universidade de Caxias do Sul (UCS) e UFRGS. O projeto é liderado pelo pesquisador da Embrapa Uva e Vinho Jorge Tonietto. 16/09/2013 Giovani Capra, jornalista



Voltar