Notícias
25.02.14 Uma história narrada pelos seus atores


Depoimento de antigos moradores começam a dar vida ao documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos”

Um bate papo pra lá de interessante com Remy Valduga, Laurindo Brandelli, Cândido Valduga, Plínio Pizzato, Moysés Michelon e Décio Tasca, memórias vivas do roteiro enoturístico mais conhecido do Brasil, deram o start dos trabalhos do documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos”. A conversa foi um ensaio para as gravações que iniciam este mês, estendendo-se durante o ano. A iniciativa da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) tem o apoio da Secretaria de Cultura de Bento Gonçalves, por meio do Fundo de Municipal da Cultura.

As conversas tiveram início ainda em dezembro, quando o diretor de filmagem Michel Marchetti da Rosa, acompanhado por Naiára Martini, da Aprovale, visitaram o escritor Remy Valduga, que os presenteou com algumas de suas obras, muitas delas retratos de vivências no Vale dos Vinhedos. A dupla, que também recebeu indicações de fontes de Valduga, percorreu o Vale ouvindo histórias narradas por seus protagonistas. O objetivo do documentário é registrar memórias passadas de geração em geração ou vividas na prática.

O percurso da dupla serviu de inspiração para o roteiro do documentário. O desenho de cada cena será construído por Marchetti antes mesmo de acontecer. “Queremos sentir como cada um dos participantes pode colaborar e qual a parte da história que cada um pode contar”, comenta o diretor. “A história do Vale dos Vinhedos será contada por eles. Cada cena será costurada na outra”, adianta.

Mesmo sabendo que o homem é uma figura importante neste processo de colonização e desenvolvimento do Vale dos Vinhedos, a mulher também tem seu papel neste contexto e deverá ser representada neste filme. Assim como a história, a cultura ainda preservada do Vale dos Vinhedos será eternizada neste documentário que servirá como ferramenta de educação cultural, promovendo e fortalecendo a identidade da comunidade. “A cultura italiana estará viva e poderá ser vivida pelas futuras gerações”, garante o presidente da Aprovale, Juarez Valduga.

A equipe também aproveita o período da vindima para registrar a colheita com simulação da pisa das uvas, prática adotada pelos imigrantes e primeiros descendentes e, que até hoje, atrai olhares de milhares de turistas não só do Brasil como do exterior.

Concluído, o documento será apresentado para toda a comunidade do Vale dos Vinhedos e exibido de forma itinerante. O material será disponibilizado para escolas municipais, Patrimônio Histórico, entidades envolvidas com a aquisição de acervo histórico e para a Biblioteca Pública Castro Alves. A produção do documentário é da Triângulo da Produção Cultural com Michel Marchetti da Rosa na direção de filmagem e Dandy Marchetti da Rosa na fotografia.

 
Foto Cândido Valduga: Janquiel Mesturini / Conceitocom Brasil
Fotos Pizzato e Brandelli: Naiára Martini



Voltar