Notícias
11.10.17 Ciclovia e Zona Franca para vinhos são pauta de encontro com o Governador do RS


No último dia 10, comitiva organizada por lideranças da Aprovale reforçou pleitos do Vale dos Vinhedos em Porto Alegre

A Cilovia Vale dos Vinhedos e o projeto que visa tornar a região delimitada uma zona franca de vinhos voltaram à pauta nas últimas semanas. No dia 10 os pleitos foram assuntos principais de um encontro com o Governador e Vice-Governador do Estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori e José Paulo Cairoli.

Na ocasião a comitiva composta pelo presidente da Aprovale, Márcio Brandelli, pela diretora de infraestrutura da Aprovale, Deborah Villas-Bôas Dadalt, pelo membro do conselho superior da Aprovale, Aldemir Dadalt, pelo prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, o pelo secretário de turismo de Bento Gonçalves, Rodrigo Parisotto, reforçaram a importância de ambos os projetos para a região reconhecida mundialmente pela elaboração de vinhos finos e pelo enoturismo.

O projeto para a construção da Ciclovia Vale dos Vinhedos compreende 8,25 quilômetros de extensão, com localização na ERS-444 (Estrada do Vinho). O projeto foi concluído em junho de 2010, ainda no Governo Yeda Crusius. O valor estimado da obra é R$ 5,7 milhões.

Deborah Villas-Bôas Dadalt, diretora de infraestrutura da Aprovale, ressaltou que a efetivação da Ciclovia representaria uma nova etapa para o roteiro enoturístico, que passaria a ser também destino para os amantes do ciclismo. "A Ciclovia é um desejo antigo e ganhou um novo impulso com esse encontro. Esperamos que o projeto definitivamente saia do papel e se torne realidade”.

A possibilidade do Vale dos Vinhedos tornar-se Zona Franca para Vinhos do Brasil também foi pauta do encontro. Conhecida por ser a primeira Denominação de Origem de Vinhos do Brasil, a área da Indicação Geográfica seria a delimitadora deste projeto. Com porcentagens de área distribuídas entre as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, o projeto refletiria diretamente no desenvolvimento regional. Seriam consequências a promoção do local como destino turístico e a diminuição da carga tributária dos produtos, beneficiando produtores locais e consumidores que adquirem vinhos diretamente no varejo das vinícolas.

O Prefeito Guilherme Pasin destaca a importância do projeto. "Bento Gonçalves é a Capital Nacional do Vinho. A condição de zona franca reforçará ainda mais nosso potencial, além de contribuir para o aumento nas vendas dos produtos, visto que os tributos sobre eles serão reduzidos", destaca. 

O Governador José Ivo Sartori ressaltou que parcerias podem concretizar as ações na atual situação do Estado. "Somos apoiadores de projetos que visem o desenvolvimento. Esse é um momento de buscarmos parcerias para poder concretizar essas ações. Os projetos serão encaminhados para analise".

O próximo passo será a apresentação do projeto de Zona Franca em Brasília. Uma comitiva composta por lideranças dos três Municípios viajará para a capital no próximo dia 17.

Foto: Luiz Chaves - Palácio Piratini



Voltar