Notícias
18.10.17 Zona Franca do Vinho é discutida com o presidente da Câmara dos Deputados


Deputado João Derly reuniu comitiva que objetiva tornar o Vale dos Vinhedos Zona Franca de vinhos do Brasil

A Serra Gaúcha é conhecida por sua beleza natural, seu povo trabalhador e acolhedor, mas também pela qualidade do vinho produzido pelas vinícolas situadas na região, premiados anualmente por sua excelência. Essas características fazem da região um destino turístico atrativo, tendo o Vale dos Vinhedos como um dos maiores receptores de turistas de todo o Brasil. Na tarde de terça-feira (17) o deputado federal João Derly e uma comitiva da região reuniu-se com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tratar da Zona Franca do Vinho.

Fazem parte da comitiva a diretora de infraestrutura da Aprovale, Deborah Villas-Bôas Dadalt, o representante do conselho superior da Aprovale, Aldemir Dadalt, o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, o prefeito de Monte Belo do Sul, Adenir Dallé e o vereador de Bento Gonçalves, Eduardo Veríssimo.

A iniciativa da Zona Franca do Vinho
Procurado pelos representantes da iniciativa, o deputado vem articulando junto aos ministérios do Turismo e Fazenda, estudos de viabilidade para o projeto. Assim que concluído, ele protocolará para tornar possível a implementação da Zona Franca do Vinho no Vale dos Vinhedos: "A ideia é fomentar o turismo da região, com a criação de empregos e o crescimento de investimentos no setor hoteleiro e gastronômico, com foco no vinho produzido aqui, que é de excelência e reconhecido mundo afora por sua qualidade. Como? Concedendo aos comerciantes do produto uma isenção do IPI que garantirá um valor mais atrativo aos vinhos daqui, movimentando todo setor", ressaltou.

A reunião
Junto com representantes da região, foram discutidas medidas que possam viabilizar a implementação dessa Zona Franca no Vale dos Vinhedos.  A ideia é aumentar os investimentos para ampliação da rede gastronômica e hoteleira, ampliando a gama de atrações já existentes e tornando o Vale dos Vinhedos um destino ainda mais consolidado para os amantes do vinho que o consumirão, não só quando visitarem à região, mas também ao longo do ano em suas regiões de origem. Sendo essa uma contrapartida imensurável, a renúncia fiscal, na prática, traria um grande ganho futuro para economia do país. A proposta inicial prevê uma validade de 12 anos após sua aprovação.
 
Audiência Pública na quarta
Será realizada hoje (18), uma audiência pública com o tema "Demandas, entraves e possibilidades de desenvolvimento do Enoturismo no Brasil" junto a Comissão do Turismo. A comitiva que esteve em reunião com o presidente da Câmara também comparecerá a audiência que terá como convidada a sra. Deborah Villas-Bôas Dadalt, diretora de infraestrutura da Aprovale, diretora do SPA do Vinho de Bento Gonçalves e uma das principais incentivadoras da criação da Zona Franca do Vinho no Vale dos Vinhedos.

Foto: Assessoria do Dep. João Derly



Voltar